Entrevista a Francisco Louçã pelo Porto Canal 08/02/2013

“A CONFUSÃO É SUA E POR ISSO TEM DE ESCLARECER SE VAI RECLAMAR CONDIÇÕES IGUAIS PARA PORTUGAL”

“Todos os dias o Governo acrescenta uma razão para a urgência da sua demissão”

João Semedo afirma que o Governo chega ao debate sobre o Conselho Europeu "resignado". "Um Governo que impõe tantos cortes no orçamento do seu país e tantos sacrifícios ao seu povo, não tem autoridade para contestar cortes no orçamento comunitário", disse. "Um Governo submisso à troika não irá bater o pé à Sra. Merkel, nem à elite europeia", acrescentou.

 

Alda de Sousa, Intervenção em Plenário, Estrasburgo, 2012/11/19

Na primeira entrevista conjunta após a Convenção do Bloco de Esquerda, João Semedo e Catarina Martins apresentaram o novo modelo de coordenação e a estratégia política no programa "De Caras", da RTP, com Vítor Gonçalves.

 

No comício internacional intervirão Alexis Tsipras da Syriza da Grécia, Jean-Luc Mélenchon do Parti de Gauche de França e Gabriele Zimmer, eurodeputada do Die Linke da Alemanha Alda Sousa, eurodeputada do Bloco de Esquerda, Marisa Matias, eurodeputada do Bloco de Esquerda e Francisco Louçã do Bloco de Esquerda.
 
O comício terá lugar na véspera da VIII Convenção Nacional do Bloco de Esquerda, que decorrerá no mesmo local nos dias 10 (sábado) e 11 de Novembro (domingo).

Valete c/ Nuno Lopes - Meu País (Prod Nave)

A "TV Sra da Hora" em parceria com o "Jornal Audiência", entrevistaram Ferreira dos Santos, representante do BE na Assembleia Municipal de Matosinhos.

A deputada Catarina Martins questiona o Ministro Motas Soares sobre os erros nos escalões das contribuições sociais dos recibos verdes, dando o exemplo da "Margarida" a quem a Segurança Social "já deve 744 euros". "Quando é que o Sr. Ministro lhe devolve o dinheiro que é dela e com os juros devidos?", pergunta

O deputado João Semedo afirma que "o problema do país está na dívida que asfixia o país, o bolso doas pessoas e a nossa economia" e critica Passos: "Ainda não aprovou este orçamento e já nos diz que não bastam estes cortes". O deputado lembra ainda que o Governo tem de rever a Constituição "se quiser dar cabo do Estado Social".